18 de set de 2012

No divã: O que vou fazer no vestibular?



No ano passado eu estava cursando o terceiro ano do Ensino Médio e tive de enfrentar um dos maiores desafios de minha vida: o vestibular. Já havia alguns anos que eu sabia que queria cursar Psicologia e, por isso, não foi tão complicado assim, mas eu vivi de perto o drama de alguns amigos e colegas que simplesmente não sabiam qual curso escolher e viam os ponteiros do relógio anunciando que o tempo de escolha estava acabando.

A escolha do curso é algo muito importante, algo que provavelmente definirá como será sua vida dali em diante. Algo que irá determinar o seu futuro, sua condição financeira, sua vida. Eu sou daquelas adeptas da teoria de que não se deve escolher um curso pensando no seu possível salário, pois isso é muito relativo. Vejo muitos professores ganhando mais que muitos advogados, então escolher um curso que na teoria te daria uma melhor condição financeira não é exatamente uma garantia de que isso ocorrerá. 

Eu acredito que em todos os cursos – sem exceções – existem aqueles profissionais que ganham bem e aqueles que ganham mal, e o segredo disso está na qualidade o profissional. Se você amar sua profissão, vai fazer seu trabalho com muita dedicação e será recompensado por isso. Ao contrário, se você não gosta e considera o seu trabalho um “saco”, vai fazer as coisas com má vontade olhando o relógio a cada meia hora esperando terminar seu expediente, já viu que não chegará longe assim, não é?

Separei algumas dicas que eu mesma utilizei para escolher meu curso e espero que funcione com vocês assim como funcionou comigo.

  • Veja quais são suas matérias preferidas na escola e procure algum curso que as envolva. Se você odeia física, não faz sentido entrar em algum curso de engenharia, certo?
  • Quando você era criança e alguém lhe perguntava “o que você quer ser quando crescer?” você respondia o quê? Faça uma lista com todas as profissões que já se passaram por sua cabeça e veja os prós e contras de cada curso, tente ver se algum ainda lhe interessa.
  • Tente observar um pouco da sua personalidade, o que você gosta de fazer e o que não gosta. Exemplo, se você não gosta de ler, não deve fazer um curso como Direito ou Psicologia. Gosta de dançar? Pode então fazer cursos como Dança ou Educação Física. Hoje em dia existe uma diversidade de cursos enormes que te permitem misturar seu hobby com seu trabalho.
  •  Procure se informar sobre o curso que você está pensando em fazer. Pesquise sobre ele na internet, veja quais são as matérias específicas, quais as cadeiras que você terá que pagar, e o principal: converse com alguém que faz este curso. Pergunte o que ele gosta e o que ele não gosta, tire todas as suas dúvidas a respeito dos campos de atuação desta profissão.
  • Pare e pense um pouco no seu futuro. Pense em você estuando este curso, fazendo provas. Imagine-se daqui a 10 anos, trabalhando nisto para tornar-se independente, para sustentar sua família. Consegue se imaginar assim? Conseguiria trabalhar nisto até o dia de se aposentar? Se sim, então vá fundo e aposte nisso.


Depois de escolher o curso, não se esqueça de pesquisar sobre os assuntos que vão cair no seu vestibular, a nota mínima que você precisará para entrar e a concorrência do seu curso nos últimos anos. Agora é só se dedicar e estudar pra valer, que o resultado virá.



6 comentários:

  1. Adorei esse post!! Eu já sofri muito com curso na faculdade, porque sempre pensava que tinha que escolher algo para eu fazer para A VIDA TODA! e isso sempre me assustou! Já comecei 4 cursos, e já tive dúvidas entre uns 300! Mas acho que finalmente me encontrei, acho.
    Vou deixar como sugestão o site Guia do Estudante Abril que tem informações sobre vááários cursos e pode ser uma boa fonte de pesquisa na hora de escolher que caminho tomar ;) http://guiadoestudante.abril.com.br/
    Beijos, flor!!


    Ann
    http://www.vinteepoucos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ano passado a minha página mais visitada foi a do guia do estudante!!
      Estou sentindo que o curso que vou começar não foi a escolha certa, mas terei de fazer primeiro pra ter certeaza '-'

      Excluir
  2. Ótimo post!
    A minha dica é que não escolham curso pensando apenas em quanto vão ganhar. Dinheiro é importante?Claro que é, a gente não come sem ele!
    Mas não tem nada mais desesperador que acordar todos os dias pra fazer algo que você não sente o menor prazer em fazer.
    Comecei como aluna de direito por me prender ao salario dos concursados e depois de juntar muita coragem (2 anos) admiti pra mim o que queria: ciência da computação.
    Hoje eu tenho prazer em acordar pra estudar aquilo que eu gosto e principalmente em saber que é com isso que eu vou trabalhar pro resto da minha vida.
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é maravilhoso! Conheço muitas pessoas que fizeram Ciência da Computação e ganham muito mais que advogados etc.
      É um caminho que só tende a crescer!

      Excluir
  3. Nossa esse momento me deixou louca, mtas dúvidas, incerteza... gostei do post Nayla, parabpens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem escreveu o post na verdade foi a Anna de Cássia! Mas acho que posso tomar um pouquinho de crédito já que fui eu quem dei o tema HSUAHSUAHSUHA
      um pouquinho só

      Excluir

O que você achou sobre isso?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...