11 de out de 2012

Solitude


Faltam apenas algumas horas para aquele show especial. Aquele dia que eu ansiava há sete anos finalmente está muito próximo, tanto que se faz real. Não é a intensão rimar, mas é que tudo vira poesia neste instante. E eu estou sorrindo, cantarolando e saltitando por onde eu ando, me imaginando naquele lugar cheio de memórias paradisíacas. 

De repente tudo fica frio. Já não consigo mais sorrir, cantar e minhas pernas andam automáticas, fracas. O que está acontecendo? Me sinto como se toda a felicidade do mundo tivesse ido embora, como se sorrir não fosse uma possibilidade para mim. O desespero tenta me subir à cabeça, porém eu tento mantê-lo onde estava guardado. Eu guardo tudo. Cartas, bilhetes de cinema, post its, conversas no meio da aula, etiquetas de roupas, revistas de avião, sentimentos etc. Por que eu guardo tudo?

Passam alguns minutos e o dementador ainda está ali. Cada vez mais perto de sugar minha alma... E me pegunto como de repente aquela pessoa feliz e ansiosa passa a se sentir tão infeliz e entediada. É este lugar, só pode. São estes ares, estes sons, estas paisagens e, principalmente, essas pessoas. As mesmas. Os fantasmas do passado. É, aqueles que todo mundo tem e deseja profundamente não ter. 

Eu simplesmente detesto tudo o que me faz lembrar dele. Eu evito aquela rua, aquela mesa, aquele chocolate, só para evitar lembrar. Tudo bem que eu tenho ótimas lembranças e eu não as trocaria por ouro algum. Mas são essas memórias, é essas felizes, que machucam mais profundamente. E a resposta é simples: a saudade. 

Então ele é o seu dementador? Talvez. Então todo esse frio, desmotivação e dor é causado pela lembrança de alguém? Oh damn. Pra quê fui passar por aquela rua? Agora me sinto extremamente sozinha. De novo.


Não costumo compartilhar os meus pensamentos aqui no blog, mas talvez seja isso o que eu esteja precisando no momento, pois mantê-los trancafiados em minha cabeça está me deixando louca. 

xx 

2 comentários:

  1. Oh, my queen, que triste tudo isso... me sinto tão incapaz como amiga... sei lá, tenho vontade de fazer alguma coisa, abrir seu coração e tirar ele de lá.. mas é impossível. E eu fico tãaaao triste te vendo sofrer por ele, mesmo depois de tanto tempo... =( Quero te ajudar, mas sinceramente não sei como .-.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é um saco isso. Queria simplesmente deixar passar, mas às vezes dá alok.

      Excluir

O que você achou sobre isso?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...