2 de ago de 2013

GLOSS: One more dream falling from cloud nine


Não. Não não. Não pode ser.

Ainda não consigo acreditar. Tem aquela vozinha dentro da minha cabeça dizendo "é pegadinha". E como eu gostaria que fosse só uma brincadeirinha de 1º de abril. Infelizmente é 1º de agosto, um mês não conhecido por suas bonanças mas agouros. 

Foi um choque começar o segundo semestre de 2013 lendo por acaso que mais um dos meus sonhos havia acabado de ser pisoteado. Foi quase o mesmo que senti quando soube que não existiria mais a "minha melhor amiga, Smack!" para todo mês me encontrar na banca e conversar sobre caras, roupas e, principalmente, me ajudar a entender a vida e pré-adolescência. Foi ela quem me disse que eu era capaz de ser o que quisesse e eu queria ser ela. Foram-se 10 anos e eu ainda quero ser ela. 

Ainda não sabe do que estou falando? Ondem a Editora Abril anunciou o fim de um monte de revistas e o afastamento/mudança de vários profissionais, entre isso tudo estava a GLOSS. Sentia com a GLOSS quase tudo o que sentia com a Smack!. Era como se a revista tivesse sido escrita para mim em cada página. Ali tinha tudo o que eu gostava e um pouco mais. E pude sentir aquela vontadezinha de querer fazer parte daquilo, como eu queria aos meus 9 anos com a Smack!.

Estou ligando muito pouco para o pouco sentido que isso possa estar fazendo a quem lê. É só que não posso deixar de marcar isso na minha vida. É uma má marcação, de fato, entretanto ela existe e ignorar é estúpido. 

Queria que a Tati pudesse ler isso aqui e saber que a GLOSS ajudou no meu trabalho, na minha faculdade, com meus relacionamentos, com a minha vontade de sair da inércia e, mais ainda, ler a revista era minha Happy Hour. Para mim, vocês estavam prontos para me ajudar e inspirar. E eu queria crescer, estudar mais e batalhar pra um dia chegar ai na redação e fazer parte da família. 

Foi mais um sonho que morreu e não tem como não ficar triste, embora eu entenda o capitalismo e a importância do capital para uma empresa como a Abril. Entrementes, quem sabe, um dia eu consiga chegar lá em cloud nine e ressuscitar meus maiores amores.

Obrigada, GLOSS e todos por trás de cada edição. 



2 comentários:

  1. eu que não sou fã da revista, fiquei triste e chocada a hora que descobri, imagina quem é
    é ruim mesmo, vou até comprar essa última pra guardar

    Beijos
    http://heyealaysa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O que você achou sobre isso?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...