21 de out de 2012

No Divã: Meus pais se separaram



Quando somos crianças, montamos em nossa cabeça a imagem de uma família perfeita. A nossa família. Com brigas aqui e acolá, mas com pessoas que se ama incondicionalmente. E à medida que crescemos esta imagem vem nos acompanhando, e por mais que vejamos gritaria e desentendimentos entre os nossos pais, é difícil imaginarmos que um dia eles irão decidir romper. Na nossa cabeça, brigas vem e vão, o que importa mesmo é a família, o amor, a união.
Mas na verdade, a vida a dois é bem mais complicada do que podemos imaginar. Com um tempo as coisas vão virando rotina e quando percebem já não existe mais aquele amor de antes. E sem o amor as pessoas começam a maximizar os defeitos dos outros, e eles começam a incomodar profundamente, o que leva a frequentes desentendimentos. E um dia a bomba estoura, eles decidem se separar.
Ok, você ama os seus pais e os quer juntos. Acredita que eles ainda se amam e que não podem destruir uma família, um lar, jogar fora uma vida inteira e todas as suas lindas concepções sobre a sua família. Mas você já parou pra pensar que, nesta situação atual, ambos estão sofrendo? Que talvez eles realmente tenham uma oportunidade melhor de serem felizes... sozinhos?
Eu sei que é difícil pensar assim, mas está na hora de se colocar um pouquinho no lugar deles, imaginar como deve ser difícil pra eles conviver em meio a tudo isso. A última coisa que qualquer pai quer é ver o filho sofrer, principalmente por causa de suas atitudes. Então se chegaram ao ponto de decidir se separar, com certeza já pensaram e repensaram isso milhões de vezes para terem certeza de que essa é realmente a coisa certa a se fazer, para que depois não percebam que fizeram os filhos sofrerem tanto por algo mal pensado.
Então, divórcio é difícil? Muito. Seu mundo pode até virar de cabeça para baixo, mas a única coisa que você pode fazer em relação a isso é seguir a sua vida, tentar se acostumar com a nova rotina da casa e o principal: apoiar seus pais em tudo. Mostrar que você não os amará menos por causa disso. Afinal de contas, os pais também sofrem muito com um divórcio. Precisam de você neste momento difícil, tanto quanto você precisa deles.
Se você tiver uma ideia ou sugestão de tema para o próximo post do No Divã, não deixe de comentar aqui e dar sua opinião, ou mandar um e-mail para o blog nos contando sua sugestão, sua história, suas dúvidas, seus problemas... Ficarei feliz em tentar ajudar.


2 comentários:

  1. Adorei o post, seu texto ficou muito bom!!
    Que bom que não passei por isso, deve ser péssimo :(
    Beijinhos!

    Ann
    http://www.vinteepoucos.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Bom, acho que eu posso comentar um pouco sobre isso.
    Meus pais se separaram quando eu era criança, não lembro ao certo qual a idade, mas eu creio que era uns 5/6 anos.
    Eles viviam em constante desarmonia, contudo tentaram manter a família junta sempre que puderam. Hoje eu sei que minha mãe era a mais interessada nisso e que meu pai a tratou muito mal pelas minhas costas. Enfim, anos tentando manter o relacionamento que parecia tão distante, nem a mudança de cidade resolveu. Durante uma tempestade, meu pai foi embora e eu, protegida por tanta frieza aprendida com o mesmo cara, simplesmente não liguei o tanto quanto deveria.
    Nos últimos 6 anos eu lembro que idealizei minha família junta mais de uma vez, imaginei o que eu poderia ter feito, o que eles poderiam ter feito, enfim, para que tudo fosse a mesma coisa o melhor que antes. Mas não é assim que funciona.
    Sinto muita, muita falta do meu pai. Porém eu sei que ele está melhor agora e minha mãe também.

    ResponderExcluir

O que você achou sobre isso?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...